Acesso às drogas na pesquisa clínica

Bruno Rodolfo Schlemper Junior

Resumo


O artigo comenta a pesquisa clínica no Brasil e discorre sobre o acesso às drogas, nos ensaios clínicos, aos sujeitos que se beneficiaram com seu uso durante o estudo. Apoiado na
legislação nacional, nos principais documentos éticos internacionais e na Declaração Universal sobre Bioética e Direitos Humanos da Unesco conclui pela responsabilidade do patrocinador em assegurar o acesso, sob monitoramento, dos médicos do estudo. São feitas reflexões éticas e sugestões objetivando contribuir para a solução das questões relacionadas a essa exigência ética sanitária, enfatizando a adoção de cuidados especiais aos sujeitos, cuja maioria possivelmente vive em condições de vulnerabilidade social e cultural, próprias a um país em desenvolvimento como o Brasil.

Palavras-chave


Ética em pesquisa clínica; Acesso às drogas; Vulnerabilidade dos sujeitos de pesquisa; Responsabilidade do patrocinador; País em desenvolvimento; Indústria farmacêutica

Texto completo:

PDF