A ética na prática médica

Fernando Q. Monte

Resumo


Na prática médica, a ética pode ser analisada sob três aspectos: a relação médico-paciente, o relacionamento dos médicos entre si e com a sociedade. Sob tal estratificação, objetivando examinar a dinâmica de sua aplicação durante o exercício da medicina, este artigo discute, de maneira sucinta, a relação médico-paciente, o princípio de não prejudicar, a eqüidade, a autonomia do paciente, o sigilo, o respeito à vida - sobretudo a postura diante do aborto e da eutanásia - e o  relacionamento entre os profissionais médicos e entre estes e a sociedade. O estudo da ética tem sua importância sobre o aspecto funcional da sociedade. Além de permitir o  estabelecimento de normas para a convivência pacífica entre as pessoas, ela orienta os profissionais para o respeito aos interesses dos indivíduos. No caso específico da profissão médica, primordialmente para os interesses dos pacientes, que devem sobrepujar os dos médicos. A título de lembrança, um velho aforisma já dizia: “A medicina existe porque existem homens doentes”. Por outro lado, os interesses da categoria devem sobrepor-se aos individuais – fato que fez com que os Códigos que regem o exercício profissional abordassem o assunto.

Palavras-chave


ética; prática médica; relação médico-paciente

Texto completo:

PDF