Fases psicológicas de gestantes com HIV: estudo qualitativo em hospital

Rodrigo Almeida Bastos, Nara Regina Bellini, Carla Maria Vieira, Claudinei Campos, Egberto Ribeiro Turato

Resumo


Houve mudança de paradigma quanto ao prognóstico da infecção pelo vírus da imunodeficiência humana, passando da morte para problema crônico, mas ainda hoje a infecção implica revisão de vida da mulher que convive com a doença. O objetivo deste artigo foi apresentar as fases psicológicas pelas quais passam as gestantes após descobrirem a contaminação. Foi realizado estudo clínico-qualitativo a partir de entrevistas individuais, e a amostra foi intencional e fechada pelo critério de saturação teórica. Após análise qualitativa de conteúdo, foram estabelecidas três fases psicológicas evolutivas: confusão emocional, dúvida existencial e ambiguidade funcional. A notícia do teste positivo desencadeia emoções intensas e mecanismos de defesa, sobretudo devido ao medo de transmissão vertical. Dessa forma, é fundamental que equipes de saúde ampliem a compreensão sobre esta vivência tão significativa para gestantes e seus familiares.

 


Palavras-chave


Síndrome de imunodeficiência adquirida. Gravidez. Bioética. Pesquisa qualitativa.

Texto completo:

PDF PDF (Español) PDF (English)