Percepção da morte para médicos e alunos de medicina

Maria Alexandra de Carvalho Meireles, Randyston Brenno Feitosa, Leonardo de Almeida Oliveira, Humberto Jander de Souza, Lúcia Meirelles Lobão

Resumo


A carga psicoemocional gerada com a morte de pacientes é uma das questões mais difíceis de serem enfrentadas na medicina. Este levantamento de dados, de caráter descritivo e abordagem quantitativa, teve como objetivo principal analisar a atitude de médicos e a percepção de estudantes de medicina em relação ao fim da vida. Os dados foram organizados em duas categorias: percepção dos entrevistados quanto à morte e influência da experiência médica para superar o óbito de enfermos. Os resultados mostram que os discentes se sentem despreparados para enfrentar essa realidade, e a vivência profissional é o principal fator de compreensão dos médicos sobre o tema. Conclui-se que a tanatologia e seus desdobramentos são lacuna na formação em medicina, tornando a morte questão crítica e dolorosa da profissão. 


Palavras-chave


Tanatologia. Educação médica. Atitude frente à morte. Bioética.

Texto completo:

PDF PDF (Español) PDF (English)