Editorial: Combate à violência contra crianças e adolescentes: desafio para a sociedade brasileira

Dora Porto, Sidnei Ferreira

Resumo


A ideia de infância vem variando ao longo dos séculos e entre culturas. Conforme Narodowski, a infância é fenômeno histórico e não meramente natural, e, no Ocidente, suas características precípuas podem ser classificadas como heteronomia, dependência e obediência ao adulto em troca de proteção 1. Essa perspectiva vai ao encontro da proposição de Philippe Ariès, para quem é preciso aceitar que a infância, tal qual é entendida hoje, resulta inexistente antes do século XVI  2.


Palavras-chave


Bioética. Violência. Crianças e adolescentes.

Texto completo:

PDF PDF (English) PDF (Español)