O uso do whatsapp na relação médico-paciente

Camila Furtado Leão, Maria Emília da Silva Coelho, Adriane Oliveira Siqueira, Bruna Adriele de Albuquerque Rosa, Patrícia Regina Bastos Neder

Resumo


Este artigo descreve como se dá o uso do aplicativo whatsapp na relação médico-paciente, e suas implicações éticas com médicos do ambulatório de pediatria e obstetrícia da Fundação Santa Casa de Misericórdia do Pará. Os dados foram levantados em pesquisa de campo qualitativa, por meio de questionário semiestruturado com 8 médicos. Como resultado, observou-se dentre as situações de uso preferencial do whatsapp citadas pelos médicos entrevistados está o esclarecimento de dúvidas (citado por 62,5% dos entrevistados). Dentre as desvantagens mencionadas pelos entrevistados está a banalização do serviço médico por parte dos pacientes e 62,5% não acham ético o uso do aplicativo. Conclui-se que faltam pesquisas sobre o assunto abordado e regulamentação do uso do aplicativo na área da saúde.

Palavras-chave: Relações médico-paciente. Ética médica. Mídias sociais.


Texto completo:

PDF PDF (Español) PDF (English)