Relações familiares no contexto dos cuidados paliativos

Amanda Valério Espíndola, Alberto Manuel Quintana, Camila Peixoto Farias, Mikaela Aline Bade München

Resumo


Este artigo objetiva explorar possíveis implicações às relações familiares no fim de vida, através de uma revisão de literatura acerca desta temática. Assim, encontrou-se que uma maior longevidade e um consequente aumento na prevalência de doenças crônico-degenerativas tem levado a longos períodos de tratamento e cuidados, os quais são por vezes dispendiosos fisicamente, emocionalmente e financeiramente. Entende-se que as mudanças e perdas envoltas no processo de adoecimento acometem o doente e também seus familiares, o que justifica a necessidade de uma assistência que oferte cuidados a esses indivíduos e faça frente aos sofrimentos físico, psicossocial e espiritual aos quais eles estão sujeitos.


Palavras-chave


Cuidados Paliativos; Relações Familiares; Cuidados a Doentes Terminais

Texto completo:

PDF PDF (Español) PDF (English)