Estudo bioético da informação do diagnóstico do HPV em uma amostra de mulheres no Distrito Federal

Walquiria Quida Salles Pereira Primo, Guttenberg Rodrigues Pereira Primo, Fernanda Martins Pacheco Cunha, Volnei Garrafa

Resumo


O objetivo deste trabalho foi verificar, à luz da bioética, como é dada a primeira informação sobre o diagnóstico do HPV às pacientes, a reação das mesmas e a evolução do respectivo processo emocional. Para tanto, foi aplicado um questionário composto de onze perguntas objetivas para 50 pacientes do sexo feminino com HPV, da secretaria de saúde do Distrito Federal. Os resultados mostraram que 86% da amostra consideraram a primeira informação que receberam sobre o diagnóstico do HPV negativa. O sentimento despertado no momento do diagnóstico foi de medo em 74% das pacientes. O desconforto ocasionado por esse sentimento foi bastante em 68% delas e, no momento atual, incomoda bastante 26% das entrevistadas. A qualidade de vida foi influenciada bastante em 46% e hoje influencia bastante 24% das pesquisadas. O sentimento da paciente em relação ao parceiro foi de revolta em 38% no momento do diagnóstico e a vida sexual não sofreu grandes alterações.

Palavras-chave


HPV; bioética; informação; beneficência; não-maleficência; justiça; responsabilidade

Texto completo:

PDF