Fatores associados ao aumento da vulnerabilidade de participantes de pesquisa

Sandro Gonçalves Lima, Luna Gama Maia, Aline Tenório Dourado, Lívia Silva Cristina Gomes Silva, Tatiana Albuquerque Gonçalves Lima, Zulma Maria Medeiros, Saulo Ferreira Feitosa, Daniel Alexandre Oliveira, Stefan Welkovic Júnior

Resumo


Trata-se de estudo de corte transversal cujo objetivo foi avaliar a prevalência de fatores associados ao aumento da vulnerabilidade de participantes de pesquisas. Foram entrevistados 116 pacientes e 18 médicos. Entre os pacientes, 15% eram analfabetos, 27% desconheciam o motivo do seu internamento e 45% não sabiam qual tratamento estavam recebendo. Do total da amostra, 43% procediam de zona rural e 70% haviam cursado, no máximo, ensino fundamental, fatores que tornam essa população especialmente vulnerável. Os percentuais de acerto em questões relacionadas à compreensão do termo de consentimento livre e esclarecido e de prescrição médica foram, respectivamente, 12% e 7%. Entre os médicos, 44% não conheciam todas as pesquisas realizadas na enfermaria pela qual eram responsáveis e 17% afirmaram que a permanência hospitalar de pacientes que participam de pesquisas é maior. É elevada a prevalência de fatores que aumentam a vulnerabilidade de participantes em pesquisas médicas.


Palavras-chave


Vulnerabilidade em saúde. Ética em pesquisa. Humanos. Alfabetização-Compreensão.

Texto completo:

PDF PDF (English) PDF (Español)