Recomendações para a proteção da privacidade do paciente

Gustavo Franco Carvalhal, Marcelino Hofmeister Poli, Fabiano Kingeski Clementel, Gabriel Chittó Gauer, Graziela Hax Marques, Inês G Silveira, João Manuel Piccoli, Lívia Haygert Pithan, Luiz Gustavo Guilhermano, Magda Ferreira, Marcelo Bonhemberger, Maria Antonia Zancanaro de Figueiredo, Maria Estelita Gil, Mariangela Badalotti, Marcio Debiasi, Paulo Vinícius Sporleder de Souza, Raquel Milani El Kik, Vera Maria Petersen, Délio José Kipper

Resumo


A preocupação sobre aspectos bioéticos da privacidade do indivíduo e da privacidade dos dados de seus atendimentos é crescente no meio médico. Processos propedêuticos e terapêuticos atuais requerem envolvimento multidisciplinar de uma série de indivíduos, especialmente em se tratando de internações hospitalares. A transmissão e o armazenamento das informações clínicas e laboratoriais dos pacientes envolvem diferentes mídias, com problemas inerentes de acessibilidade e proteção da informação. Os autores sugerem situações hipotéticas que exemplificam problemas comumente abordados na atuação de comitê de bioética clínica, contextualizando-os no Brasil e no mundo, e sugerindo passos para minimizar potenciais problemas de quebra de privacidade e confidencialidade.


Palavras-chave


Bioética. Medicina. Confidencialidade. Privacidade.

Texto completo:

PDF PDF (English) PDF (Español)